quinta-feira, 25 de agosto de 2011

BOA LEITURA...

Esta nota eu li na coluna Giro Pelo Estado do Jornalista Márcio Costa do Jornal O´Mossoroense e compartilho com vocês meus web leitores.Confiram!

A solução para as greves


Quinta-feira, 25 de Agosto de 2011 às 00:00 / Por: Redação Vivemos um momento de guerra no Rio Grande do Norte. De um lado, uma governadora eleita como fenômeno e esperança de um novo rumo. O passado vendido com cores da fantasia a credenciou para tal. Do outro, funcionários públicos cansados de esperar por planos de cargos e salários sempre vendidos por vendedores de ilusões ávidos pelo voto nosso de cada dia. Quando a onda de greves estourou no Estado, cantei a bola: a solução para este entrave terá uma solução lógica: a Justiça. Passados cerca de três meses das infindáveis quedas de braço, eis que surge a constatação da minha lógica previsão. A greve da Polícia Civil foi solucionada num acordo pós-decisão judicial que condenou o movimento da categoria. A greve da educação, também. Ontem, após mais de 80 dias de tentativas frustradas de negociação, eis que vem a cajadada final na minha previsão. O governo entrará na Justiça contra a greve dos servidores da Uern. O resultado? Não vou arriscar nova previsão e nem precisa. O fim está próximo. Neste contexto impera a máxima de que esta era a solução mais conveniente para o Governo do Estado. Num misto entre culpa e necessidade de vender a imagem de caos generalizado o governo consegue deixar o primeiro ano de governo como queria. Aplicou os problemas deixados pelas últimas gestões como razão para justificar o que vivemos no atual momento. E amanhã? Amanhã será tudo flores... ou seriam rosas. O governo solucionará todos os problemas do Rio Grande do Norte e após a tempestade viveremos em clima de bonança. Será? Vamos acompanhar. Após um ano vivendo em caos e com sabor amargo da decepção na boca, o povo norte-rio-grandense precisará viver uma nova realidade para se manter como o eterno bobo da corte. Até quando?